27 de junho de 2017

levem-no

alguém me explica que no momento em que o Governo se vê a braços com uma tragédia que lhe imputa valores pouco agradáveis na apreciação, venha o PPC cometer um assassínio político da sua pessoa?




https://www.youtube.com/watch?v=pDo45AkkEXw

2 de dezembro de 2016

há nacos de prosa que devem ser alcandorados a divertimento nacional.
incluído nesta categoria está este texto http://www.dn.pt/portugal/interior/e-preciso-deixar-de-servir-a-banca-em-sintra-5530095.html.
demasiado ridículo para que possa ser levado a sério.
as palavras do dito candidato à Câmara de Sintra são um ataque à inteligência de cada um dos sintrenses.
bastava pensar no que disse este candidato por o PSD ter apoiado o Pedro Pinto nas últimas eleições e verificar agora o apoio que acolheu de braços abertos desse mesmo partido, para perceber que afinal o que está em causa é o poder, seja a que custo for.
que se dane a ética, a verticalidade e tudo o resto...
mas atenção que vale para o candidato e para o PSD, já que os dois disseram um do outro o que Maomé não disse do toucinho...
depois basta pensar na situação em que ficou o município e olhar agora para o actual momento e para o esforço que foi feito para que hoje a Câmara de Sintra seja uma edilidade respeitada por todos.
mas claro que isso ao candidato agora apoiado pelo PSD pouco importa e ao PSD ainda importa menos.
diz o candidato que o Movimento está a crescer...
tem razão. desde que foi tornado público o apoio do PSD cresceu sim mas... para baixo.
isto é o que faz andar arredado da realidade...
olhar só para o nosso umbigo, pode provocar doenças na coluna.
não me alongo mais até porque nunca foi meu hábito gastar cera com ruins defuntos, mas sempre deixo um conselho:
a dignidade e a ética são dos melhores valores que podemos ter.
a hipocrisia política faz mal, por isso lhe digo cuide-se sr. candidato

16 de março de 2016

Assunção Cristas lá foi eleita a líder do CDS que agora já não é PP.
No discurso de consagração lá atacou o Governo e o Orçamento, coisa que não traz grande novidade. A novidade está numa notícia publicada pelo Expresso de 27 de Fevereiro na página 10.
Diz o referido semanário que:


1. Assunção Cristas deixou um "buraco" de 340 milhões de euros, no Ministério da Agricultura;
2. Assunção Cristas assume que deixou uma herança que incluía o pagamento futuro de 200 milhões mas que Passos Coelho e Maria Luís Albuquerque eram conhecedores do facto;
3. Assunção Cristas esgotou num ano - para sermos mais precisos, no ano de eleições - os milhões de verbas da UE para cinco anos e até excedeu as verbas em 296 milhões de euros;
4. Da dotação global de 576 milhões para ajudas "agro-alimentares", a gastar entre 2015 e 2019, a Cristas "comprometeu" 872 milhões, logo em 2015!
E o romance poderia alongar-se (20 milhões de euros de seguros por pagar, 24 milhões de obras no Alqueva...), mas não vale a pena...


Digam lá se não é uma maravilha? e depois vem em bicos de pés criticar a torto e a direito...



15 de março de 2016

o pasquim cá do sítio publica hoje na última página uma notícia deveras importante: Sócrates faz parte da lista de clientes da EDP que têm a caução para receber.
pois tal como disse Ian Macshane aos fãs da "Guerra dos tronos", também eu digo aos senhores do pasquim: arranjem uma vida...




9 de março de 2016

é o regresso aqui ao blogue, logo hoje que Cavaco parte e Marcelo entra em Belém...


Maria Luís Albuquerque foi ontem à Comissão de Ética da AR para falar do seu novo emprego. Mas será que um caso destes precisa de ir à Comissão de Ética? mas fazer o quê?
Tenham decência e não nos tomem todos por estúpidos... a senhora só foi contratada porque foi secretária de Estado e depois ministra das Finanças e nada mais. 
E só por isso é já uma falta de ética.
E de pouco ou nada servem as Comissões e os Regulamentos, quando eles são compostos e elaborados pelos "pares".
Mais, neste caso não é só a senhora que revela pouca ou nenhuma ética, o partido também.
Num país com P o presidente do partido tinha solicitado à senhora que abandonasse o cargo de deputada.
E estou curioso para saber como serão justificadas as faltas...


Taborda da Gama, diz no DN de hoje: "Conheci Cavaco Silva na sua última campanha eleitoral em 2010, como membro da comissão política da sua candidatura, e fui consultor político da sua casa civil entre 2011 e 2013. Isto é o que dizem os jornais e os cartões-de-visita, porque nem Cavaco se deixa conhecer nem Cavaco precisa de comissões ou conselhos políticos, muito menos dos meus."

Pois bem, fico com uma dúvida: se não foi lá fazer nada porque o contrataram? Esteve a fazer um serviço pro bono? Ponho as minhas dúvidas…


A propósito do caso de Maria Luís, Paulo Portas tem hoje uma frase assassina e que mostra bem que amigos amigos, mas não me esqueço…
Diz ele numa entrevista à Rádio Renascença “A Comissão de Ética não avalia o que é moral. Avalia o que é legal. Outras matérias são essencialmente do juízo do próprio”.
E pum, submarino ao fundo (sem qualquer analogia claro, somente tipo batalha naval)…


23 de novembro de 2013

Ricardo Costa diz hoje no "Expresso" que há "confusão da parte de quem critica Cavaco". E para exemplificar isso mesmo deita mão de uma série de números no sentido de fazer comparações com anteriores presidentes.
Algum governo anterior desrespeitou tanto a Constituição? De certeza que não.
Ora os "silêncios" de Cavaco aos desrespeito constitucional governativo, são eles próprios um desrespeito à Lei Fundamental.
É por isso que Ricardo Costa compara o que não é comparável e escolhe mal o caminho que palmilha neste artigo.