28 de maio de 2009

O Juíz da Relação de Guimarães veio dizer que se encontra incomodado com a reportagem onde a mãe biológica bate desabridamente na filha.
Realmente o senhor deve sentir-se incomodado, que é um sentimento que, num caso destes, não "aquenta, nem arrefenta".
Claro que a maioria das pessoas, sentir-se-ia era envergonhada.
Por falar em vergonha, ficaria igualmente bem ao juiz pedir desculpa pela linguagem utilizada no acórdão.

Não me revejo na ERC, mas penso que desta vez estão cobertos de razão.

27 de maio de 2009

Antes de passar à atracção do dia gostaria de deixar o meu voto de repugnância pelos Acordos quer da Relação de Guimarães quer do Tribunal de Barcelos que resultaram na devolução da pequena Alexandra à mãe biológica. Para além da devolução os dois acórdãos apresentam uma linguagem que podemos considerar desrespeitosa para o casal de acolhimento e não ama.
Por mim fechava os senhores magistrados numa sala e obrigava-os a visionarem as palmadas que a mãe deu à filha desde as 0 horas até às 24.
E no mínimo devem desculpas ao casal português.

Dias Loureiro, finalmente pediu a demissão do Conselho de Estado. De repente vejo todos e mais alguns contra Oliveira e Costa, mas já se percebeu que ele não está disposto a ser o único bombo da festa.

24 de maio de 2009

Paulo Rangel tem de ter mais cuidado com o que propagandeia em alta voz e isto porque existem algumas inverdades pelo meio que lhe podem ser fatais.
Diz que quer interpelar o primeiro ministro todos os dias para compensar a fuga aos debates.
Paulo Rangel não acredita que somos todos burros, pois não?
Foi ou não em conferência de líderes no Parlamento que ficou estabelecido que não haveria debates durante o período de campanha?
Se bem entendo a conferência de líderes é composta pelos líderes de bancada de cada partido com representação parlamentar, logo PSD também lá estava e também aprovou e agora vem dizer que é o primeiro ministro que não quer ir ao Parlamento.
A política deve ser uma coisa séria e não uma brincadeira de crianças.

E continuando com Rangel. Em estrevista ao CM tem esta brilhante máxima "eu apoiei Lobo Xavier contra Monteiro, mas não sei se estava filiado[no CDS]".
E a resposta à lei de fianciamento dos partidos? Um must. Deixo-vos aqui o link para se divertirem com o chorrilho de asneiras.

22 de maio de 2009

A memória é uma coisa lixada. Cavaco Silva mostrou-se desagradado relativamente ao caso de um enfermeiro do Hospital de S. João no Porto.
Longe de mim estar contra o enfermeiro, o que me lembrei foi do caso de um segurança no Hospital de Faro que decidiu pedir identificação a Cavaco. Lembram-se
É o que eu digo, a memória é mesmo lixada.

A Igreja portuguesa fez questão de declarar o seu não apoio à distribuição de preservativos na escola, aliás coisas de que todos estávamos à espera.
Lamento que a Igreja, não só portuguesa, mas mundial, ainda não tenha percebido das vantagens do uso do preservativo.
Não se trata somente das doenças sexualmente transmissíveis, trata-se igualmente de evitar gravidezes indesejadas.
Será que a Igreja ainda não percebeu que se esta medida tivesse sido aplicada desde há muitos anos quer nos EUA, quer na Irlanda, por certo não teriam nascido muitos dos abusadores de crianças nas escolas católicas.
E já agora porque é que a Igreja protege os abusadores?

Mais um imbróglio pairou no ar. Trata-se de aumentos para a administração do Banco de Portugal e de alguns presidentes de Autoridades Reguladoras.
Não sou a favor da ideia, antes pelo contrário, mas acho as declarações da oposição uma verdadeira hipocrisia.
Agora estão todos amofinados porque era um aumento escandaloso para o momento que o país atravessa.
E a alteração das finanças dos partidos? Não é escandalosa? Mas aqui a oposição esteve calada.
Pudera...

14 de maio de 2009

Faltava-nos este. Ao que parece o turco Ali Agca, o mesmo que tentou assassinar o Papa João Paulo II na Praça de São Pedro, em Roma, em 1981, já iniciou o processo para obter a nacionalidade portuguesa, segundo anunciou o seu advogado numa entrevista ao "La Repubblica".
Parece que este desejo se deve ao Papa Bento XVI que explicou que o atentado (ocorrido a 13 de Maio) era o famoso terceiro segredo de Fátima, o que o levou a escolher Portugal.
Que estranho, o 3.º segredo refere-se ao Papa (também já ouvi que o 3.º segredo era a queda do comunismo na URSS, mas pronto...), a tentativa de assassinato ocorreu na Praça de São Pedro em Roma, mas claro Bento XVI acha que é o 3.º segredo que importa, logo o artista vem para Portugal e se calhar para dar entrada nalgum seminário ou mosteiro?
Tenham lá paciência... arranjem-lhe um lugar lá no Vaticano, na Guarda Suíça por exemplo.
Só para que conste ele actualmente está preso não pela tentativa de assassinato do Papa, mas sim por assassinar de um jornalista e por assaltar um banco.

O Bloco de Esquerda não terá mais nada para fazer de útil. Juízo senhores, juízo.

12 de maio de 2009

Sinto vergonha. A enfermeira da reportagem (Carla Vilaça) diz que ganha uns míseros mil euros e esta declaração provocou-me náuseas.
Sinto vergonha desta gentinha. Sim é de gentinha que se trata.
Ela já pensou no quase meio milhão de desempregados, muitos deles sem qualquer apoio?
Ela já pensou nas muitas empresas que estão em lay-off?
Ela já pensou naqueles que auferem somente o salário mínimo?
Ela já pensou naqueles que trabalham e não recebem vencimento?
Diz que gastou muito na formação.
Pois bem se gastou não parece.

Parece que o Limiano está a comemorar 50 anos. Não fazia ideia que Guterres tinha sido primeiro-ministro à tanto tempo.

O PP esqueceu-se de convidar um seu eurodeputado para as jornadas parlamentares. Imaginem o motivo: esquecimento.
AH AH AH............. esqueceram-se..................
Pelo menos aprendam a mentir.
Convidaram antes o ex-ministro da agricultura do governo Santana/Portas e que hoje é consultor de Cavaco para a agricultura.
Ora Sevinate só não chamou foi anjo ao actual ministro.
Falta esclarecer se estamos perante mais algum recado de Cavaco ou foi só da boca de Sevinate Pinto que saíu o discurso.

11 de maio de 2009

É importante que as declarações de Mário Mendes não entrem por um ouvido e saiam pelo outro. Têm de ser lidas, relidas e analisadas com profundidade.

Algo está a mudar. Se continuar assim a ANF vai ficar mal.

A esquerda ainda se vai arrepender sobre os considerandos que produziu sobre o Bairro da Bela Vista.

8 de maio de 2009

Será que não aprendem?! Quando foi aprovada na AR a nova lei de financiamento dos partidos eu disse logo que não gostei da lei. E não gostei, não só pela sua essência, mas também pela rapidez e pela uninimidade.
Claro que eu não tive o exclusivo da opinião contra. Muitas mais vozes se levantaram umas por hipocrisia, outras porque não estão de acordo e outras ainda porque normalmente são do contra.
Mas vem isto a propósito de que hoje Manuela Ferreira Leite anunciou que o PSD está disponível para alterar a lei do financiamento dos partidos.
Isto é o quê?
Há "dois dias atrás" o PSD era um fervoroso adepto da lei e agora porque algumas vozes se levantaram deu o dito por não dito.
Que género de pessoal é este? Dão o dito por não dito. A falta de coerência é a pior dos defeitos.

Prestar garantias? Porquê? Para receberem o dinheiro do IVA, mas não é dinheiro dessas empresas? O Estado também dá garantias sobre o dinheiro que toma dos contribuintes? e sobre as dívidas?

6 de maio de 2009

Repitam lá outra vez... Em Setúbal Partido Popular Monárquico, no resto do país CDU. Haja decência. Agora digam se isto é ou não desejo exacerbado de protagonismo by Namora



A comédia continua. Hermínio Loureiro, deputado do PSD e presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, anunciou ontem a sua candidatura à Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, integrando a lista de candidatos do PSD às próximas eleições autárquicas.

4 de maio de 2009

Alegre não quer perder os votos do PC e por isso prefere dar "uma no cravo outra na ferradura"
É a ética lembram-se?!

Marcelo Rebelo de Sousa cansa-me. Na sua crónica de ontem e a propósito dos acontecimentos do 1.º de Maio, fez questão de criticar quem? Sócrates, claro.
Tenha lá paciência e decência.

Jerónimo de Sousa já pediu desculpa pela mentira? É o pedes... esta porra do carácter é lixada.

3 de maio de 2009

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos, João Salgueiro, veio dizer com o seu ar de grande sabedor destas coisas, que a subida dos 'spreads' nos novos empréstimos para compra de casa com o preço mais caro do dinheiro que contratam no mercado interbancário, que "ao preço a que estão a contratar [o dinheiro] os bancos têm que subir os 'spreads'.
Curiosamente João Salgueiro esqueceu-se de dois pontos fundamentais: primeiro a taxa de juro caíu a sério não só para os particulares, mas também para os bancos e mais e este é de primordial importância, os empréstimos feitos pelos bancos, só estão a ser feitos porque receberam o aval do Estado português, ou seja tiveram o aval com o nosso dinheiro, com o dinheiro dos nossos impostos.
Não teimem em apelidar-nos de estúpidos, ok?

Jerónimo de Sousa deve estar louco de raiva e o artigo de Saramago provocou-lhe azia que nem o Eno resolve.